Exorcismo (Thomas B. Allen)


Mais um livro da editora Darkside sendo resenhado aqui, atualmente são 4 livros na minha coleção, sendo que já li 3. Comprei esse livro CLARO que pela capa, como a maioria das vezes, e quando vi o tabuleiro ouija me apaixonei ainda mais. DARKSIDE ME PATROCINA. 


Se trata de um livro documental, inspirado na obra "O Exorcista" escrita por William Peter Blatty, que deu origem ao filme homônimo, de 1974. Diferente do filme e da obra de Peter Blatty, que são um romance sobrenatural, o livro aqui resenhado é uma analise jornalistica do ocorrido. Porque muitos não sabem que tais obras foram baseadas em fatos reais. 


Robbie é um garotinho que mora com seus pais e sua vó. Sua tia Harriet, uma espiritualista, sempre os visita e leva seu tabuleiro ouija para brincar com seu sobrinho (Sim, óbvio que ia dar merda, né?) desde que ela morre, o garoto passa a brincar sozinho com o tabuleiro e então coisas estranhas começam a acontecer. 


Barulhos persistentes começam a ocorrer na casa, objetos se movendo, a família nota marcas pelo corpo de Robbie. A principio todo mundo acha que o moleque é um arteiro e tá de sacanagem, mas quando as coisas vão ficando cada vez mais sinistras eles buscam ajuda. A família é dividida entre luteranos, católicos não praticantes, espiritualistas. A principio vão atrás de ajuda médica, depois padres luteranos. Mas luteranos possuem uma visão diferente dos católicos sobre possessão demoníaca.


Depois encontram ajuda com padres católicos, que inclusive não possuem experiencia com exorcismo e ao pesquisarem sobre não acham muitas fontes sobre o assunto. O padre por ser alguém filantrópico topa ajudar o menino sem hesitar, porém, precisa seguir as regras e burocracia da igreja para começar exorcizar Robbie. 


São vários passos a serem seguidos antes de começar a exorcizar alguém, como a autorização da igreja, acompanhar o caso para ter certeza que se trata de possessão demoníaca e não de alguma doença mental. Tudo isso é encontrado no livro O Ritual, que todo padre possui. Quando todos os passos são seguidos e a possessão é confirmada o exorcismo é iniciado. 


Porém diferente do que se pensa, o exorcismo dura vários dias, são diversas orações ao delongar do livro. O que é até um pouco maçante, inclusive as orações são em latim mas o autor acaba traduzindo. As sessões vão ficando cada vez mais pesadas, o garoto cada vez mais violento e o demônio que está no garoto cada vez mais boca suja. Haha.


Thomas possui em mãos o diário de um dos padres que participaram das sessões de exorcismo, o que agrega demais nas informações do livro. Contém diversas analises históricas e religiosas, o que achei bem interessante. 


A edição do livro está maravilhosa, é capa dura, possui o tabuleiro ouija e vem com o ponteiro do jogo como marca página. Possui fita para marcar as páginas. E no final do livro contém partes do diário original do exorcismo e uma longa bibliografia por capitulo. 


Nas últimas páginas possuem mais informações sobre o caso, como o que aconteceu com a casa em que a família morava. Também o autor questiona se realmente Robbie estava possuído, citando várias referencias de psicólogos e até mesmo do padre Halloran, que acompanhou o caso. Fica por conta do leitor decidir, pois é apresentado fatos que tendem para ambos os lados, se foi algo sobrenatural ou um distúrbio psicológico. 

Fiquei com muita dó do menino, é terrível por tudo o que ele passa, indiferente se foi uma doença ou um caso de possessão demoníaca. Achei a leitura meio densa, por conter diversas informações religiosas e orações em latim. As sessões de exorcismo eram repetitivas e longas. Mas valeu a leitura, cada informação que agregou meu conhecimento e ter mais um lindo livro da editora na minha estante, com assuntos que eu adoro. E você, acha que Robbie realmente estava possuído ou estava doente? 

Share this:

, , , , ,

CONVERSATION

8 comentários:

  1. Nossa, parece ser uma leitura super densa mesmo. Só lendo para tirar as minhas conclusões ~ mas eu sou BASTANTE cética, tendo a acreditar mais na hipótese de distúrbio psicológico. Beijo, beijo :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simmm!
      Eu sou neutra, acredito que tudo pode ser, assim como nada pode ser. Entende? Hahah.

      Excluir
  2. Seria ótimo se a Darkside fizesse parceria contigo *0*
    Interessante o livro trazer uma análise jornalística, afinal, eu não assisti o filme, justamente por causa de toda a coisa sobrenatural que o rodeia.
    Ótima a sua resenha.
    Beijo, www.apenasleiteepimenta.com.br

    ResponderExcluir
  3. É mais como uma coletânea de acontecimentos do que um livro em si, né?!
    Parece interessante, mas ao mesmo tempo, aquele tipo de livro que temos que ler aos poucos para não nos cansarmos...
    Ainda assim, darei uma chance em prol da sua resenha, parece interessante hehe.
    Beijiiinhos <3

    ResponderExcluir
  4. Gente, eu não tenho coragem de me jogar assim em coisas de terror, porque fica na minha cabeça muito tempo depois e eu não sossego kkk Mas achei o livro lindão, bem interessante <3


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vou negar que tive pesadelos com possessão demoníaca mas ok KKKKKKKK

      Excluir